O Brasileirão de 1971 a 2002

Na última semana, o Blog do FUTBOX contou um pouco da história dos campeonatos nacionais de 1959 a 1970, recentemente unificados pela CBF. O post de hoje faz um novo recorte do Campeonato Brasileiro:

• de 1971, quando foi disputada pela primeira vez a Série B – sem acesso e descenso entre as divisões, o que só viria a surgir em 1980;

• até 2002, último ano antes da adoção do sistema de pontos corridos.

O Campeonato Nacional de Clubes foi realizado entre 1971 e 1974. Atlético-MG, Palmeiras (2x) e Vasco ficaram com os títulos. Duas fases de grupos antecediam o triangular, quadrangular ou semifinais do torneio. Quatro modelos diferentes de troféus foram entregues aos respectivos campeões.

Screen Shot 2013-07-31 at 4.29.47 PM

De 1975 a 1986, a denominação oficial do Brasileirão variou entre Copa Brasil e Taça de Ouro. O sistema de disputa previa duas ou três fases de grupos com mata-mata a partir das quartas ou semifinais (com exceção de 1986, com jogos eliminatórios pelas oitavas-de-final).

De 1975 a 1977, vitória por dois ou mais gols de diferença valia três pontos. Em 1978, a regra do ponto extra se aplicava a partir de vitórias por três gols de vantagem. O Campeonato de 1979, foi o último organizado pela CBD, que se desmembrou na CBF e outras entidades dedicadas aos esportes especializados.

Internacional e Flamengo foram os maiores campeões desse período com três títulos cada, seguidos pelo São Paulo, com dois. Guarani, Grêmio, Fluminense e Coritiba completam a lista de campeões da Copa Brasil e Taça de Ouro.

Copa União 1987

Insatisfeitos com a CBF, em 1987, Atlético-MG, Bahia, Botafogo, Corinthians, Cruzeiro, Flamengo, Fluminense, Grêmio, Internacional, Palmeiras, Santos, São Paulo e Vasco fundaram o Clube dos 13.

A ideia era promover a Copa União, um campeonato mais enxuto com 16 participantes. Para isso, foram convidados Coritiba, Goiás e Santa Cruz. No entanto, os clubes chegaram a um acordo com a CBF que organizaria a Copa União daquele ano.

MArco Antônio fez o gol do Título do Sport

Marco Antônio fez o gol do título do Sport

A entidade se viu numa sinuca de bico. Ao mesmo tempo que não podia desafiar o Clube dos 13, não tinha como deixar de fora do Campeonato, outros clubes que tinham conquistado na Copa Brasil de 86, o direito de disputar a 1ª divisão do ano seguinte.

A saída encontrada pela CBF foi dividir a Copa União em quatro módulos, sendo que os campeões e vice dos módulos Verde (Clube dos 13 + convidados) e Amarelo se enfrentariam para decidir o título nacional.

Flamengo e Inter, líderes do Módulo Verde, se negaram a enfrentar Sport e Guarani, os primeiros colocados do Módulo Amarelo e foram derrotados por W.O. Na final, o clube de Recife derrotou o Bugre e é considerado pela CBF, o campeão brasileiro de 1987.

Em 1988, foi disputada uma nova edição da Copa União. Uma fase de grupos precedia as quartas-de-final. Sem tantas polêmicas, o Bahia foi campeão ao vencer o Inter na final.

Somente em 1989, o Campeonato Brasileiro passou a ser oficialmente chamado de Campeonato Brasileiro. Por determinação da FIFA, A partir de 1995, a vitória passou a valer três pontos (até então, valia apenas dois). Até 2002, as fórmulas de disputa foram variadas: fase de grupos com finais, duas fases de grupos com jogos eliminatórios, turno único com mata-mata.

O período também foi marcado por viradas de mesa, entre elas, a mudança no regulamento que resultou na subida de 12 clubes em 1992,  o que beneficiou diretamente o Grêmio. Outros episódios marcantes foram: a alegação de problemas com a arbitragem que cancelou o rebaixamento do Fluminense em 1996 e o acesso direto do clube da 3ª para a 1ª divisão em 2000-01.

O ano de 2000 é um capítulo à parte. Em 1998, o Gama subiu para a elite do futebol nacional. Na temporada seguinte, terminou em 15º entre 22 clubes. No entanto, o regulamento do Brasileirão de 99 previa o rebaixamento dos clubes com piores médias nos anos anterior e corrente. A priori seriam rebaixados Botafogo-SP, Juventude, Paraná e Botafogo-RJ. Porém, o clube carioca conseguiu pontos na justiça no episódio que ficou conhecido como o “Caso Sandro Hiroshi”, jogando o Gama para a 2ª divisão em 2000.

O clube do Distrito Federal recorreu à Justiça Comum e impedida de realizar o Campeonato Brasileiro de 2000, a CBF criou a Copa João Havelange com 116 equipes divididas em quatro módulos – Gama e Botafogo ficaram no Módulo Azul, espécie de 1ª divisão. 16 clubes avançaram para as oitavas-de-final (12 do Módulo Azul, três do Amarelo – 2ª divisão – e um único dos Módulos Azul e Branco – 3ª divisão.

Os campeões de 1989 a 2002: Vasco (1989, 97 e 00); Corinthians (1990, 98 e 99); Palmeiras (1993 e 94) São Paulo (1991); Flamengo (1992); Botafogo (1995); Grêmio (1996); Atlético-PR (2001) e Santos (2002).

Nas próxima semana, o Blog do FUTBOX finaliza a série sobre o Brasileirão. Mais séria e organizada, a era dos pontos corridos é o tema da vez. Aguarde!

Categorias: Campeonatos / ClubesPágina inicial

Gabriel Godoy

Jornalista; frustrou-se na tentativa de ser um jogador profissional; peladeiro; apaixonado por futebol de campo, de rua, de botão, de vídeo-game...

Veja todos os posts de

Veja também: