Tottenham Hotspur v Arsenal

O dia em que me apaixonei pelo Arsenal FC

Dia 13.11.2004, sábado, 10h da manhã. Estava assistindo a ESPN Brasil, começaria um dos maiores clássicos do Futebol Inglês, Tottenham x Arsenal, jogo válido pela Premier League no estádio White Hart Lane, casa dos Spurs.

O Campeonato Inglês era uma novidade pra mim, era o segundo ano de transmissões pela ESPN Brasil, e eu conhecia poucos clubes ingleses. O que eu mais conhecia era o Manchester United, devido à final da UCL 98/99, mas isso estava prestes a mudar com um dos jogos mais sensacionais da história da Premier League.

Ilustração do FUTBOX.com de Thierry Henry, craque que fez história com a camisa do Arsenal

Ilustração do FUTBOX.com de Thierry Henry, craque que fez história com a camisa do Arsenal

O Arsenal era então o atual Campeão Inglês da temporada 03/04, de forma invicta, com o Super Time, conhecido por “The Invincibles”: 26 Vitórias, 12 Empates e nenhuma derrota. O time-base de 2003 era Lehmann, Lauren, Campbell, Touré e Ashley Cole; Pires, Gilberto Silva, Vieira e Ljunberg; Bergkamp e Henry.

Mas vamos ao jogo de 2004. A base do Arsenal era quase a mesma da última temporada. Aos 36′ do 1º Tempo, Naybet abriu o placar a favor dos Spurs, após cobrança de falta de Carrick. Mas aos 45′, Lauren cruza na área, Henry domina, tira o zagueiro King da jogada e quase deitado empurra pro gol. Fim da etapa inicial, 1×1.

O 2º Tempo começa quente. Ljunberg faz jogada pela esquerda e sofre pênalti. Lauren bate e faz 2×1 Arsenal, aos 9′ da etapa complementar. Aos 14′, Vieira faz linda jogada, dribla dois jogadores, invade a área e bate para ampliar o marcador.
Mas Defoe mostrou que o jogo não estava definido e um minuto depois, acerta o ângulo de Lehmann, que só observa, golaço! 3×2 Arsenal.

A partida segue em ritmo frenético. Aos 24′, o então jovem Fabregas dá linda assistência para o sueco Ljunberg, que sozinho só tem o trabalho de tirar do goleiro: 4×2. Só que quatro minutos depois, Carrick cobra falta na cabeça de King que desconta para os Spurs. QUE JOGO AMIGOS!!

Aos 35′, Pires, que havia entrado no Lugar de Reyes, finta o zagueiro Pamarot e quase sem ângulo, amplia para o Arsenal. A dois minutos do fim do tempo regulamentar, Kanoute recebe lançamento de Ziegler, e de primeira dá números finais ao jogo: Tottenham 4×5 Arsenal.

Veja o vídeo com os melhores momentos desse jogão.

Cerca de 36 mil pessoas estiveram no estádio para assistir à partida, uma das mais ESPETACULARES que já vi em toda minha vida. Fiquei maluco com aquele time do Arsenal repleto de franceses, sendo um deles um dos maiores que vi jogar, Thierry Henry.

Depois disso, conheci melhor a história do Arsenal, e me apaixonei pelo clube vermelho de Londres. Hoje sofremos com o novo time de Wenger, mas agora com Özil, temos uma esperança de ver os Gunners jogando um lindo futebol, de habilidade, velocidade, e quem sabe com um contra-ataque mortal, como o do time de 2004, que deixou saudades. Quem viu é um privilegiado, quem não viu, procure por vídeos daquele time, que não irá se arrepender. Come On You Gunners!

Categorias: ColaboradoresPágina inicial

Guilherme Da Silva Oliveira

Apaixonado por Futebol, Corinthiano até os ossos, imparcial, adoro futebol de qualquer parte do mundo, sonho em ver a AD Guarujá na 1ª Divisão do Paulistão!

Colaborador do FUTBOX | Seja um blogueiro do FUTBOX.

Veja também: