curiosidades_2010

Top 5 Curiosidades da Copa do Mundo de 2010

Contrariando prognósticos. Ásia ou Oceania? Suíça e Ronaldo. Hegemonia europeia. E a cabeçada de Zizou.

Confira o Top 5 Curiosidades da Copa do Mundo de 2010. Visite o Blog do Futbox e conheça as histórias de todas as outras 18 edições de Copas do Mundo.

 

1) Promessa

No final do século XX, a FIFA já insinuava para um possível revezamento entre os continentes (não apenas Europa e América) que iriam receber as próximas edições de Copas do Mundo. Ao que tudo indicava, o Mundial de 2006 seria disputado na África, que tinha como candidato mais forte a África do Sul. No entanto, em 2000, a entidade anunciou a Alemanha como sede de 2006.

Para minimizar as reclamações, Joseph Blatter, presidente da FIFA, assegurou que a edição seguinte seria no continente africano. Promessa cumprida em 2004. A África do Sul do Sul concorreria com Marrocos, Egito e Líbia, mas conquistaria o direito de receber o Mundial de 2010. Apesar do receio em realizar o torneio em um país com índices de desigualdade e violência alarmantes e infraestrutura aquém de outras nações, as ocorrências durante a Copa do Mundo foram raras.

 

2) Austrália e a barreira geográfica

Pela primeira vez na história, as Eliminatórias contaram com a participação de 200 seleções. 31 vagas estavam em jogo, já que apenas a anfitriã tinha presença garantida. A Austrália desfiliou-se da OFC (Confederação de Futebol da Oceania) e disputou as Eliminatórias Asiáticas. Apenas um país estrearia em mundiais: a Eslováquia.

 

3) Finalistas e anfitrião em baixa

As zebras sempre rondam a Copa do Mundos. Em 2010, as maiores surpresas foram as eliminações de Itália e França, finalistas do último mundial. Ambas as seleções voltaram para casa sem vencer um jogo sequer. Em 3º lugar no seu grupo, a África do Sul tornou-se a única anfitriã a ser eliminada na primeira fase do torneio.

 

4) Mão santa

Uruguai e Gana se encontraram nas quartas-de-final. A Celeste em busca de voltar a semi, o que não acontecia desde o Mundial de 70. Os ganeses poderiam alcançar uma façanha ainda maior: ser a 1ª seleção africana a figurar em uma semifinal de Copa do Mundo.

No tempo normal, 1×1. A partida encaminhava para a disputa de pênaltis, quando no último lance da prorrogação, Luis Suárez salvou um gol certo de Gana com a mão. O árbitro português Benquerenca expulsou o atacante e assinalou o pênalti. Mas o ídolo ganês Gyan desperdiçou a oportunidade ao chutar a bola no travessão.

Nas penalidades, brilhou a estrela do goleiro uruguaio Muslera que defendeu duas cobranças. Loco Abreu fechou a série com sua tradicional cavadinha: 4×2 e a Celeste, depois de 40 anos, de volta à semi.

 

5) Fúria ou Laranja Mecânica?

A decisão da Copa de 2010 colocou frente a frente duas seleções que nunca foram campeãs mundiais: Espanha, estreante em finais, e Holanda, finalista em 1974 e 1978.

Após 0×0 no tempo normal, a Fúria conquistou seu 1º título de Copas do Mundo, com um gol de Iniesta no prorrogação. A Holanda amargaria seu 3º vice na história das Copas.

Confira o gol de Iniesta em animação stop motion.

 

Fonte: O mundo das Copas, de Lycio Vellozo Ribas

Categorias: SeleçõesPágina inicial

Gabriel Godoy

Jornalista; frustrou-se na tentativa de ser um jogador profissional; peladeiro; apaixonado por futebol de campo, de rua, de botão, de vídeo-game...

Veja todos os posts de

Veja também: